Investidura dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística

Aos sete dias do mês de julho de dois mil e dezenove, às 19h, Pe. Aldomiro Aciole presidiu a Santa Missa na Igreja Matriz. Durante a celebração, foram investidos novos ministros para o serviço da distribuição da Sagrada Comunhão Eucarística (MESCE).

Jesus vai dizer que a messe é grande, e que precisa de operários que tenha essa paz para multiplicá-lá e frutificá-la.
Muitos ainda buscam a confusão, a guerra, o ódio, o rancor.
Somos chamados a levarmos a paz aonde formos. Na nossa família, nosso trabalho, nossa escola. Em todos os lugares que andarmos. Essa é a mensagem do Reino dos Céus: ‘a Paz.’
Somos tentados a guerrear. Jesus diz: ‘Ficai preparados.’
Não deixemos a poeira dos que preferem viver em guerra consigo mesmo nos invadir, caminhemos com as sandálias limpas.
(…) Deus vai além das aparências. Sejamos fiéis. Sejamos servidores.
Coragem de dizer ao mundo que a paz é muito melhor que a guerra, que a confusão. – Homilia

Após a reflexão do Evangelho, ocorreu o rito em que os novos ministros confirmaram o chamado.

Após o Concílio do Vaticano II (1962-65), o Papa Paulo VI autorizou a instituição dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESCE), fiéis  leigos cuja missão é facilitar aos celebrantes a distribuição da S. Comunhão em igrejas, capelas, hospitais, aos doentes nas casas e outros lugares. A Santa Sé alerta, porém, que o exercício desse ministério deve conservar o seu caráter supletivo e extraordinário, não dispensando os Ministros Ordinários (Bispos, presbíteros, diáconos) de fazer a sua parte.

Este ministério sagrado deve ser exercido por leigos que tenham uma vida cristã autêntica, sejam maduros na fé, e possam servir a Igreja.

Liturgia Eucarística

“Sendo Deus onipotente, não pôde dar mais; sendo sapientíssimo, não soube dar mais; e sendo riquíssimo, não teve mais o que dar.” – Santo Agostinho

 

Por: PASCOM Prado

Post Author: Juliana.Pascom